Informativo Cidade - O Portal de Notícias de Taquarussu - MS

MENU
Logo
Quarta, 08 de julho de 2020
Publicidade
Publicidade

Policial

Ambiental autua infratora em R$ 10 mil por descumprimento de embargo e por reincidência em exploração ilegal de madeira

A pecuarista, residente em Paranaíba

Imagem de capa

Imagens

A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Depois de receber denúncias, versando sobre exploração ilegal de madeira, Policiais Militares Ambientais de Aparecida do Taboado realizaram fiscalização ambiental em uma fazenda no município de Paranaíba e efetuaram ontem (24), a autuação de uma proprietária rural, por exploração ilegal de madeira em sua propriedade rural e descumprimento de embargo de área resultante de autuação no ano passado, também por exploração de madeira.

A equipe da PMA esteve na propriedade e verificou os troncos provenientes da derrubada de 11 árvores nativas de grande porte, de várias espécies, em meio a uma área de pastagem, sem autorização ambiental. A madeira explorada das árvores não estava mais no local e o funcionário informou que teria sido um terceiro o autor da derrubada das árvores e não sabia o que fora feito com a madeira.

Na checagem relativa a autuações da propriedade, a PMA verificou que a área de onde foi retirada a madeira estava interditada desde o ano passado, também por exploração de madeira, porém, o proprietário ainda era o pai da autuada. Um dos motivos da autuação e embargo anterior (2019) da área foi também porque, no cadastro, a área explorada constava como a reserva legal da propriedade.

A pecuarista (43), residente em Paranaíba, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 10.000,00. Ela também responderá por crime ambiental, que prevê pena de seis meses a um ano de detenção.

Fonte/Créditos: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL– PMMS - (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON

Comentários: