Informativo Cidade - O Portal de Notícias de Taquarussu - MS

Publicidade



Bêbado e sem CNH, homem invade pista e mata Guarda Municipal em Dourados

Em Dourados

 Um grave acidente registrado a pouco na Via Parque, na região do Jardim Climax em Dourados, tirou a vida do Guarda Municipal Cleber Afonso de Souza.

Ele foi atropelado por um veículo Ford Courier, conduzido por Claudio Garcia Lopes. O motorista estava embriagado e não portava CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Conforme apurado preliminarmente, Cleber Afonso seguia a bordo de uma Honda Biz com placas QAJ-5701, no sentido que leva até a Avenida Marcelino Pires, quando na pista contrária o condutor do Ford invadiu a contramão e colidiu contra o servidor.

Cleber é formando da turma de 2008 da Guarda. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas ao chegar no local do acidente a vítima já estava morta.

O teste do 'bafômetro' apontou a presença de 0,80 g/l de alcoól no organismo do motorista. Esse índice causa euforia no comportamento e pode provocar prejuízo de eficiência, diminuição da atenção, julgamento e controle.

Fonte

Ivinoticias
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Bêbado e sem CNH, homem invade pista e mata Guarda Municipal em Dourados

Ivinoticias

 Um grave acidente registrado a pouco na Via Parque, na região do Jardim Climax em Dourados, tirou a vida do Guarda Municipal Cleber Afonso de Souza.

Ele foi atropelado por um veículo Ford Courier, conduzido por Claudio Garcia Lopes. O motorista estava embriagado e não portava CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Conforme apurado preliminarmente, Cleber Afonso seguia a bordo de uma Honda Biz com placas QAJ-5701, no sentido que leva até a Avenida Marcelino Pires, quando na pista contrária o condutor do Ford invadiu a contramão e colidiu contra o servidor.

Cleber é formando da turma de 2008 da Guarda. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas ao chegar no local do acidente a vítima já estava morta.

O teste do 'bafômetro' apontou a presença de 0,80 g/l de alcoól no organismo do motorista. Esse índice causa euforia no comportamento e pode provocar prejuízo de eficiência, diminuição da atenção, julgamento e controle.