Informativo Cidade - O Portal de Notícias de Taquarussu - MS

PMA de Batayporã autua paulista em R$ 60 mil por desviar 1.200 metros de córrego e degradações por erosões

O infrator (42), residente em Presidente Prudente (SP)
PMA de Batayporã autua paulista em R$ 60 mil por desviar 1.200 metros de córrego e degradações por erosões

PMA de Batayporã autua paulista em R$ 60 mil por desviar 1.200 metros de córrego e degradações por erosões

13/08/2019 16:18
pm.ms.gov.br/comantade/Anderson
 Policiais Ambientais de Batayporã realizaram fiscalização em propriedades rurais no município de Ribas do Rio Pardo e autuaram hoje (13) pela manhã, um produtor rural, por construção de dreno desviando curso d’água, sem autorização ambiental.

Os Policiais constataram um desvio de 1.198 metros de comprimento córrego Coqueiro medidos por GPS, que estava sendo utilizado para dessedentação de gado bovino. O desvio provocou duas erosões, que já estavam em estágio avançado (voçorocas), causando sedimentação para o córrego Coqueiro, que é afluente do rio Anhanduí e, consequentemente, causavam assoreamento em ambos cursos d’água.

(Fazenda em Ribas do Rio Pardo)

O infrator (42), residente em Presidente Prudente (SP), foi autuado administrativamente e multado em R$ 60.000,00. Ele também responderá por crime ambiental por realizar obra e serviço potencialmente poluidores sem autorização do órgão ambiental competente, com pena prevista de três a seis meses de detenção e também por degradação de área protegida, com pena prevista de um a três anos de detenção.

Os Policiais verificaram total descuido com a conservação do solo no local e interditaram as atividades na área. O autuado também foi notificado a realizar um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas (PRADA), junto ao órgão ambiental.


https://www.informativocidade.com.br/noticia/pma-de-bataypora-autua-paulista-em-r-60-mil-por-desviar-1-200-metros-de-corrego-e-degradacoes-por-erosoes

OUVIR NOTÍCIA

 Policiais Ambientais de Batayporã realizaram fiscalização em propriedades rurais no município de Ribas do Rio Pardo e autuaram hoje (13) pela manhã, um produtor rural, por construção de dreno desviando curso d’água, sem autorização ambiental.

Os Policiais constataram um desvio de 1.198 metros de comprimento córrego Coqueiro medidos por GPS, que estava sendo utilizado para dessedentação de gado bovino. O desvio provocou duas erosões, que já estavam em estágio avançado (voçorocas), causando sedimentação para o córrego Coqueiro, que é afluente do rio Anhanduí e, consequentemente, causavam assoreamento em ambos cursos d’água.

(Fazenda em Ribas do Rio Pardo)

O infrator (42), residente em Presidente Prudente (SP), foi autuado administrativamente e multado em R$ 60.000,00. Ele também responderá por crime ambiental por realizar obra e serviço potencialmente poluidores sem autorização do órgão ambiental competente, com pena prevista de três a seis meses de detenção e também por degradação de área protegida, com pena prevista de um a três anos de detenção.

Os Policiais verificaram total descuido com a conservação do solo no local e interditaram as atividades na área. O autuado também foi notificado a realizar um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas (PRADA), junto ao órgão ambiental.

Fonte

pm.ms.gov.br/comantade/Anderson

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Esporte
Está acontecendo agora em Taquarussu Treino Velocross
Está acontecendo agora em Taquarussu Treino Velocross
VISUALIZAR
Policial
Filhos investigam, descobrem que pai matou a mãe em SC há 37 anos e denunciam crime em MT
Filhos investigam, descobrem que pai matou a mãe em SC há 37 anos e denunciam crime em MT
VISUALIZAR
Cidades
Temporal com vento forte e chuva de granizo causa estragos na fronteira
Temporal com vento forte e chuva de granizo causa estragos na fronteira
VISUALIZAR
Geral
Maioria do STF considera inconstitucional corte de salário de servidor
Maioria do STF considera inconstitucional corte de salário de servidor
VISUALIZAR
Meio Ambiente
Queimada na reserva do Assentamento Bela Manhã em Taquarussu atinge aproximadamente 50...
Queimada na reserva do Assentamento Bela Manhã em Taquarussu atinge aproximadamente 50 hectares
VISUALIZAR
Policial
POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO NO MATO GROSSO DO SUL
POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO NO MATO GROSSO DO SUL
VISUALIZAR
Fale com a redação!