Informativo Cidade - O Portal de Notícias de Taquarussu - MS

Publicidade



Primeira morte por gripe é confirmada e Saúde investiga 206 casos em MS

Campanha de vacinação começou nesta quarta-feira

Campanhas de vacinação ajudam a evitar a propagação da gripe (Reprodução/Marcello Casal jr/Agência Brasil)

A SES (Secretaria de Estado de Saúde), confirmou nesta quinta-feira (11) através de boletim epidemiológico a primeira morte confirmada por SRAG (Síndrome respiratória aguda grave) – gripe – através do vírus influenza H3N2. O óbito foi registrado em janeiro no município de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o boletim, estão sendo investigados em Mato Grosso do Sul, 206 notificações da doença, sendo confirmado apenas o caso em Corumbá até o momento.

Vacinação

Vale ressaltar que a campanha de vacinação teve início nesta quarta-feira (10) e segue até o dia 31 de maio. O objetivo é vacinar 795 mil pessoas que são o público alvo.

Porém até dia 22 de abril, somente receberão a imunização gestantes e crianças até 5 anos, 11 meses e 29 dias de vida – esta é a principal diferença em relação ao ano passado, quando a vacina estava disponível apenas para as crianças menores de 5 anos de idade.

Em Campo Grande, a imunização está disponível nas 78 UBS (Unidades Básicas de Saúde) e UBSF (Unidades Básicas de Saúde da Família). De acordo com a Sesau, a pasta organiza estratégia para intensificar a imunização contra a gripe durante os fins de semana, somente nos CRS (Centros Regionais de Saúde).

Além disso, a Sesau também manterá um “trailer de imunização” na Praça Ary Coelho, dos dias 29 de abril até 5 de maio, durante o horário comercial. Vale lembrar que no dia 4 de maio será o “Dia de Mobilização Nacional – Dia D”.

Vale lembrar que para receber a imunização, é preciso portar o Cartão Nacional de Saúde (Carteirinha do SUS), cédula de identificação e algum documento que comprove o grupo prioritário.

De acordo com a SES (Secretaria de Estado de Educação), em 2018 a cobertura vacinal atingiu 92,68% do público alvo – 573.562 pessoas. O número superou a média nacional, que proporcionou imunização de 90,87% desta população.

Fonte

Da Redação/midiamax
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Primeira morte por gripe é confirmada e Saúde investiga 206 casos em MS

Da Redação/midiamax

A SES (Secretaria de Estado de Saúde), confirmou nesta quinta-feira (11) através de boletim epidemiológico a primeira morte confirmada por SRAG (Síndrome respiratória aguda grave) – gripe – através do vírus influenza H3N2. O óbito foi registrado em janeiro no município de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o boletim, estão sendo investigados em Mato Grosso do Sul, 206 notificações da doença, sendo confirmado apenas o caso em Corumbá até o momento.

Vacinação

Vale ressaltar que a campanha de vacinação teve início nesta quarta-feira (10) e segue até o dia 31 de maio. O objetivo é vacinar 795 mil pessoas que são o público alvo.

Porém até dia 22 de abril, somente receberão a imunização gestantes e crianças até 5 anos, 11 meses e 29 dias de vida – esta é a principal diferença em relação ao ano passado, quando a vacina estava disponível apenas para as crianças menores de 5 anos de idade.

Em Campo Grande, a imunização está disponível nas 78 UBS (Unidades Básicas de Saúde) e UBSF (Unidades Básicas de Saúde da Família). De acordo com a Sesau, a pasta organiza estratégia para intensificar a imunização contra a gripe durante os fins de semana, somente nos CRS (Centros Regionais de Saúde).

Além disso, a Sesau também manterá um “trailer de imunização” na Praça Ary Coelho, dos dias 29 de abril até 5 de maio, durante o horário comercial. Vale lembrar que no dia 4 de maio será o “Dia de Mobilização Nacional – Dia D”.

Vale lembrar que para receber a imunização, é preciso portar o Cartão Nacional de Saúde (Carteirinha do SUS), cédula de identificação e algum documento que comprove o grupo prioritário.

De acordo com a SES (Secretaria de Estado de Educação), em 2018 a cobertura vacinal atingiu 92,68% do público alvo – 573.562 pessoas. O número superou a média nacional, que proporcionou imunização de 90,87% desta população.