Sexta, 20 de abril de 2018

Publicidade

Parceiro
Parceiro

Coluna social

A emocionante história de vida de Seu Raimundo e Dona Jandira.

jornalista-jamilson Bispo

Publicidade

Nome do anunciante aqui!

O BUSCADOR DE HISTORIAS CONTA

 A emocionante história de vida de Seu Raimundo e Dona Jandira.

 Quem esta ou quem já passou por essa terra certamente já ouviu falar de Seu Raimundo do Bar e Dona Jandira, pois bem hoje iremos conhecer um pouco mais desses baluartes, que com perseverança fixaram suas raízes e ajudaram a construir nossa cidade. 

VAMOS CONHECER OS DONOS DESSA HISTORIA

Raimundo Almeida Filho o (Seu Raimundo) nasceu no dia 15 de novembro de 1941, ira completar 76 anos, filho de Jose Martins de Almeida e  Maria Josefa de Jesus teve 21 irmãos dos quais 11 apenas sobreviveram, natural da cidade de Carira no estado do Sergipe.

Seu Raimundo é irmão de (in memorian) Dona Maria do Carmo Almeida a (Dona Deuzinha, mãe do Demizinho), de Maria Sãopedro da Silva a (Dona Sãopedra, mãe do Laurindo), e Reginaldo Almeida Filho o (Regis) que hoje mora em Eldorado.

Josefa de Almeida carinhosamente conhecida como (Dona Jandira) nasceu em 30 de dezembro do ano 1943, ira completar 74 anos, filha de Leonel Tavares de Lima e Constancia Rita de Lima teve oito (8) irmãos, natural da cidade de Arco Verde no estado de Pernambuco.

Como foi sua chegada em Taquarussu?

O ano era 1960, nos morávamos em Martinopolis no estado de São Paulo meus pais de família de agricultores tocavam pequenas lavouras como roças de algodão, milho e feijão.

Seu Raimundo: “No ano de 1962 meu pai conseguiu livrar um bom “dinheirinho” após uma colheita de algodão, a fama que a nos chegava, era que esta região que viera posteriormente  chamar  Taquarussu, que ainda pertencia ao estado Mato Grosso possuía terras férteis e que o dinheiro corria solto, a vontade de prosperar fez com que  meu pai juntamente com meu cunhado José Laurindo da Silva (Seu Josué)   viesse o mais rápido possível para estas bandas para verificar se realmente era verdade a boa noticia, vieram combinados da seguinte maneira se gostassem das terras iriam comprar um lote de 10 alqueires cada um  e assim aconteceu, adquirindo os lotes da Companhia Viação, nesse mesmo ano (1962) meu pai  nos trouxe”. Lembrou Seu Raimundo.     

Quando chegamos aqui só tinha mato, o que existia era pernilongo e carrapatos alem de perigos constantes de ataques de animais ferozes como cobras, onças, queixadas entre outros, naquela época não tinha estrada ate Nova Andradina eram picadas ou carreadores e quando chovia apareciam possas d’água que dificultavam o acesso ate mesmo de alguns poucos  carros q já existiam por aqui, e muitas vezes era necessário fazer o percurso a pé  ate Nova Andradina abrindo novas picadas (caminhos)”.Seu Raimundo lembrou que uma viajem de carro chegava a demorar ate um dia devido aos imprevistos

 Quem estava por aqui?

“Naquela época já estavam por aqui Seu Zé do Jipe a família do Zé Motta e já tinha alguns butequinhos foi quando os sitiantes começaram a vender datas para fazer casas pra um, pra outro ai foi se formando uma vila, a fertilidade da terra faziam as lavouras de algodão render de 500 a 600 arrobas por alqueire, nessa época recebemos o nome de Serra Pelada devido as facilidades de ganhar dinheiro,    em 1971 eu comprei um ponto e montei um bar  e nisso foi desenvolvendo, o pessoal chegava e não tinha onde ficar, nem onde comer ai surgiu a idéia de montar também um restaurante, sendo conhecido como “Bar e Restaurante Almeida”, foram trinta anos dedicados aos comercio, era sempre um prazer estar atendendo, mas uma hora o corpo cansa e a gente precisa abrir mão de nossos prazeres, eu tenho muita saudade do bar e do restaurante, me lembro bem, aqui tinha um movimento danado.

Em 1975 começou abrir Taquarussu e chegar gente de todo lugar do Brasil principalmente da região nordeste movidos pela esperança de dias melhores.

Dona Jandira Conta

“Eu e Raimundo nos conhecemos foi em minha casa mesmo, porque eu morava no Córrego do Baile e naquela época não existiam estradas, e o pai de Raimundo morava  em Taquarussu e fazia compra em Bataypora e o pai dele passou a conhecer o meu pai e ficaram amigos. O pai dele ia fazer compra a cavalo e toda vez ele vinha ate a nossa casa posava e ia para o Bataypora fazer compra e ai quando voltava parava em casa de novo e vinha embora para Taquarussu. Mas em um ano  político o pai dele  (Zé Martins) pediu para meu pai (Leonel)  deixar Raimundo posar em casa porque ele vinha de carro e Raimundo a cavalo,  meu pai aceitou o pedido do amigo, ai ele veio como combinado pousou e foi embora no outro dia, mas não tivemos conversa nenhuma, em um certo dia ele me mandou uma carta pra mim me pedindo em namoro e ai respondi pra ele com outra carta se era pra namorar ou era só pra enrolar e ele disse que queria nomorar serio, então aceitei mais nunca ficamos juntos em nossa época não  tinha esse negocio de ficar se agarrando e se beijando não, pra você saber ele vinha em casa a cada 15 dias e eu não fica nem perto dele, ele chegava ficava conversando com meu e ia embora e nos nem se que pega na mão um do outro, eu também não tinha esse negocio de da moleza pra namorado não, o único dia que nós ficamos perto, foi no dia do casamento. Graças a Deus nunca fomos de ta brigando.

Estamos juntos a 53 anos dessa união tivemos 3 filhos, Adalberto Tavares Almeida (Nino), Roberto Tavares Almeida (Nem), Sandra Tavares Almeida,   criados com muito esforço e nunca tivemos problemas com eles,  sempre nos respeitaram, pra você ter uma idéia nossos filhos nunca foi de posar fora de casa ou de ta falando palavrões e quando nós saiamos para os lugar eles ficavam ali do nosso lado, mesmo adultos ainda avisavam para onde ia e que horas iriam voltar, até hoje quando estão aqui eles ainda dão satisfação para  onde vai e quando ira voltar.Temos orgulho de nossos filhos que nos presenteou com 5 netos a qual amamos muitos.

Hoje seu Raimundo e Dona Jandira moram num sitio praticamente dentro da cidade levam uma vida simples, cuidam de algumas criações, cultivam hortas, e constantemente recebem visitas para colocar o papo em dia.

Essa é mais uma linda historia de nossa gente, gente que ajudou a construir nossa cidade, gente que vive aqui, gente de nossa gente.

O Buscador de Historias agradece toda a atenção de Seu Raimundo e Dona Jandira, ao casal nosso muito obrigado.  

 

 

Fonte(s)

O Buscador de Histórias
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Publicidade

Nome do anunciante aqui!

Veja também

Hoje os parabéns vão para a 1º Dama Ana Maria Dias Almeida
26 Set

Hoje os parabéns vão para a 1º Dama Ana Maria Dias Almeida

Hoje os parabéns vão para a 1º Dama Ana Maria Dias Almeida

Veja a História de Hoje contada pelo o Buscador de Histórias
21 Jul

Veja a História de Hoje contada pelo o Buscador de Histórias

Você vai se emocionar

Hoje quem está soprando as velinhas é o Professor Erivaldo Andrade
20 Jul

Hoje quem está soprando as velinhas é o Professor Erivaldo Andrade

Parabéns Professor Erivaldo Andrade

Aniversariante do Dia!!!
14 Jul

Aniversariante do Dia!!!

Hoje os parabéns vai para vereadora Santina

MAIS DE COLUNA SOCIAL

Publicidade

Parceiro
Nome do anunciante
Parceiro
Nome do anunciante
Parceiro
Nome do anunciante